Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Giuliana Ragusa de Faria

email: 
gragusa@usp.br
Foto: 
Resumo: 

é Bacharel em Letras/Português (1999), Mestre ( 2003) e Doutora (2008) em Letras Clássicas, sempre pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Desde jan/2004, é Professora da Área de Língua e Literatura Grega no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, e, como Professora Doutora, integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas (DLCV-FFLCH-USP). Foi bolsista da Fapesp na Iniciação Científica (1997-1998) e no Mestrado (2001-2003). No Doutorado (2004-2008), realizou estágio de pesquisa no exterior (University of Wisconsin, Madison, USA, 09/2006-03/2007), com bolsa da Capes ("Bolsa Sanduíche" PDEE). É autora de artigos publicados em periódicos especializados e dos livros "Fragmentos de uma deusa: a representação de Afrodite na lírica de Safo , (2005, Editora da Unicamp, apoio Fapesp), agraciado com o Prêmio Jabuti (2o. lugar, Teoria/Crítica Literária, 2006), e "Lira, mito e erotismo: Afrodite na poesia mélica grega arcaica" (2010, Editora da Unicamp, apoio Fapesp), basicamente sua tese de doutorado, premiada com "Menção Honrosa" no Prêmio Capes de Teses 2009. Essas publicações, bem como projetos em andamento e orientações, têm se concentrado na "lírica" grega arcaica e tardo-arcaica, notadamente na mélica e na elegia; e seu tema de pesquisa tem por eixo a imagem de Afrodite, que se ergue sobre a tríade mito, erotismo, poesia.
 

Projeto: 

Figurações de Afrodite na mélica tardo-arcaica (Simônides, Baquílides, Píndaro)

 

O projeto de pesquisa ora apresentado centra-se no estudo da imagem de Afrodite na poesia mélica grega tardo-arcaica (séculos VI-VI a.C.), representada fundamentalmente por Simônides (ilha de Céos), Baquílides (ilha de Céos) e Píndaro (Tebas). Em "Fragmentos de uma deusa: a representação de Afrodite na lírica de Safo" (Editora da Unicamp, 2005, apoio Fapesp) e em "Lira, mito e erotismo: Afrodite na poesia mélica grega arcaica" (Editora da Unicamp, 2011, apoio Fapesp), debrucei-me sobre a representação da divina personagem na mélica arcaica ou seja, as canções monódicas ou corais produzidas do final do século VII a meados do VI a.C. Desta vez, tendo percorrido antes a elegia grega arcaica, retorno à mélica em sua fase mais tardia, já na transição da Grécia arcaica para a clássica na qual viverá seu último grande momento. E o faço para encerrar o ciclo de estudos sobre uma personagem, uma deusa e seu universo o erotismo que tenho já há algum tempo perseguido, cujas imagens se destacam de modo especialmente proeminente neste gênero poético, a mélica. Eis o corpus de fragmentos e de poetas contemplados neste projeto: Simônides - Frs. 541 e 575 P [edição: Page, 1962]. Baquílides: epinício 5; ditirambo 17; Frs. 20B, 61 [Snell, 1958] Píndaro: Odes olímpicas 1, 7 e 10; Ode neméica 8; Ode ístmica 2; Odes píticas 2, 4, 5, 6 e 9; peãs 2, 5 e 6; Frs. 122, 123, 217 [Snell, 1964; Snell-Maehler, 1987]. Ao refletir sobre os fragmentos, adotarei a mesma perspectiva que venho seguindo em minhas pesquisas. Isso significa considerar, articuladamente: aspectos dos contextos histórico-sociais dos textos; aspectos mítico-religiosos e cultuais relacionados a Afrodite; a transmissão dos fragmentos até nós; a especificidade de cada poeta; a construção dos versos. . 

Áreas: 
Língua e Literatura Grega
Linha de Pesquisa: 

lírica grega arcaica; Safo; Afrodite; estudo crítico e tradução; história, religião e arqueologia gregas; mélica grega arcaica.