Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Marly de Bari Matos

email: 
matos.marly@gmail.com
Foto: 
Resumo: 

Bacharel em Letras (português- latim) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas USP (1993), licenciada em português pela Faculdade de Educação USP (1993), Mestre e Doutora em Letras Clássicas (Universidade de São Paulo, 1999 e 2006). Foi professora de língua e literatura latina na Universidade Federal do Paraná (1997-1998) e nas Faculdades São Judas Tadeu (2001-2003). Atualmente é Professora Doutora de Língua e Literatura Latinas no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas (DLCV) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH-USP) em nível de Graduação e Pós-Graduação Stricto Sensu (Letras Clássicas). Suas pesquisas têm como enfoques principais epistolografia latina (Cícero e Plínio o Jovem) e representação da infância (pueritia) na Roma Antiga (I a.C - II d.c).

Projeto: 

Elogio/vitupério na obra de Plínio o Jovem: a representação da pueritia na divulgação dos princípios educativos estoicos.

Esta pesquisa visa estudar, na obra de Plínio o Jovem, de que modo recursos argumentativos envolvidos na representação da pueritia constituem o louvor e o vitupério de personalidades da época com vistas a disseminar os modelos educativos estoicos.

A representação da infância nas cartas de Plínio o Jovem e no Panegírico a Trajano

Ao longo de sua correspondência e no Panegírico dedicado a Trajano, Plínio o Jovem destaca o perfil das crianças que deveriam see responsáveis pela perpetuação do Império. Respaldado pelas medidas populistas do imperador para garantir a sobrevivência dos futuros cidadãos romanos, Plínio traça um perfil de uma infância que obedece antes a convenções retóricas do que a uma imagem fiel à realidade precária dessa idade da vida.

Áreas: 
Língua e Literatura Latina
Linha de Pesquisa: 

1. discurso teórico greco-latino 2. Modelos discursivos clássicos